Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

ALPHA AUTOS 38ªEDIÇÃO - ALPHA ESPORTES


Briga esquenta na reta final da Stock Car
Apenas um ponto separa Gomes de Maurício

Faltando apenas a rodada de Interlagos para a definição do campeonato de brasileiro Stock Car 2008, apenas um ponto distancia o líder do campeonato, Ricardo Maurício (WA Mattheis), de Marcos Gomes (Medley / A.Mattheis). Mas, como a prova final acontecerá em São Paulo, esta vantagem, na verdade, meio que muda de mãos.

A explicação está no desempenho de Gomes. Nas últimas três etapas da Stock disputadas no circuito paulista, ele venceu todas. Uma no ano passado e duas este ano. Apesar de o piloto rechaçar qualquer tipo de favoritismo em função de suas últimas provas em São Paulo, é difícil não levar em consideração.

Só para termos uma idéia, nas duas provas disputadas em solo paulista neste ano, Ricardo Maurício chegou na quarta posição. Se o resultado se repetir na próxima corrida, o título de Marcos Gomes já está assegurado. Mas, tratando-se de automobilismo, comemorar antecipadamente é sempre um erro.

A última etapa, realizada em Tarumã, é uma das grandes provas de como uma corrida pode mudar de uma hora para a outra. O líder do campeonato, Ricardo Maurício, liderava com folga e seu rival direto pelo título ocupava apenas a terceira posição. Mas uma decisão errada, a de não trocar os pneus durante sua parada nos boxes, resultou em uma queda brusca no rendimento. Ele acabou perdendo não só a vitória, que ficou com Cacá Bueno, mas também a posição de Marcos Gomes.

O duelo pela segunda posição, aliás, foi uma das disputas mais intensas do ano. A foto que ilustra esta coluna mostra um pouco do que foi a manobra. Um verdadeiro empurra-empurra entre os (quase) companheiros de equipe. Digo quase porque, apesar de ser duas equipes diferentes, o dono – e patrocinadores – de ambas, é o mesmo. Algo praticamente impossível de se ver em uma corrida de Fórmula 1, por exemplo.

Salvo raras exceções, como Fernando Alonso e Lewis Hamilton; ou Alain Prost e Ayrton Senna; é difícil pensar em Felipe Massa jogando Kimi para fora da pista, por exemplo. Ou vice-versa. A manobra foi repleta de toques, de ambos os pilotos, por todo o tempo em que eles dividiram a curva. Gomes, foi arrojado e agressivo. Mas não menos agressivo que Maurício, que tentou defender sua posição de todas as formas. No fim das contas, Marcos que tinha um jogo de pneus menos desgastado, levou a melhor.

De qualquer forma, a disputa, tanto a ultrapassagem, quanto a tentativa de defesa, para mim, entraram na lista de as melhores manobras do ano no automobilismo.

E apostem que Ricardo Maurício não deixará barato. Ele vai fazer de tudo para dar o troco e desbancar o favoritismo de Marcos Gomes em São Paulo e ficar com o título. Definido, só que o campeonato ficará no Estado de São Paulo, já que Maurício é paulista da capital e Marcos Gomes nasceu em Ribeirão Preto.

Mudanças
A partir de 2009, um novo chassi será usado na categoria. Projetado pela JL Competições, o novo veículo promete aliar competitividade, segurança e redução de custos, sendo que este último item é tendência no automobilismo mundial.

No próximo ano também será implantado um novo calendário, composto por doze etapas. São Paulo continuará sediando três provas As novidades são uma prova em Salvador, levando assim a categoria ao Nordeste do país, e uma possível rodada no novíssimo Velopark, no Rio Grande do Sul, que substituiria a prova de Tarumã.

Rápidas
O Corinthians conseguiu seu primeiro pódio na Fórmula Superliga. Antônio Pizzonia chegou na segunda posição, durante a segunda bateria da rodada de Jerez de La Frontera. A prova foi vencida por James Walker, do Borussia. Esta rodada definiu também o título da temporada inaugural da categoria, que ficou com o Beijing Guoan, da China. O Corinthians ficou na nona posição e o Flamengo em 15º.


Nenhum comentário: