Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Saiba como viajar com segurança com os pets de carro

 


Especialista explica como transportar seu animal de estimação com bem-estar e proteção
 

Diante da pandemia as viagens de carro ficaram mais frequentes e, para quem tem um pet, fica a dúvida sobre como levá-los. 


"A segurança de todos é o ponto em questão. O bem-estar do animalzinho também deve ser levado em conta. É preciso garantir que o seu pet tenha os devidos cuidados durante uma viagem de carro", explica Thaís Matos, médica veterinária da DogHero.

Confira algumas dicas da especialista para viajar com seu pet de carro: 

Use o cinto de segurança

Sim! Essa regra também se aplica aos pets. Nada de deixar seu bichinho solto durante a viagem, mesmo que ele seja super obediente. Pode ser perigoso, tirar a atenção de quem dirige e o condutor pode ainda ser multado. Portanto, use o cinto de segurança para cães, que foi desenvolvido especialmente para isso. 

O equipamento funciona como um extensor, pois é fixado no fecho do cinto do carro e ao peitoral do seu animal de estimação (ao mesmo tempo). Para os gatos, as caixas transportadoras, promovem conforto e segurança e também precisa ficar presa no cinto de segurança. Uma dica para que o felino se sinta confortável com o "novo lar", é adquirir a caixa transportadora para gatos um pouco antes da viagem e colocar o cobertor e os brinquedos dele dentro, com isso, ele sente que a caixa transportadora é um local seguro e agradável, dessa maneira, evita-se qualquer agressividade ou outra reação do seu animalzinho. 

Sempre no banco de trás

Sem dúvida! No banco traseiro do carro seu animal de estimação estará muito mais seguro. Outra coisa que vai deixar o cãozinho mais tranquilo e confortável durante o trajeto, é colocar a caminha dele no banco do carro. 

Temperatura nem quente nem fria

Muito cuidado, pois seu pet pode ficar incomodado e espirrando se a temperatura no interior do veículo estiver muito fria. Portanto, ao viajar de carro, esse item precisa ser verificado para que ele se sinta bem durante o trajeto. Desta maneira, caso possua ar condicionado no carro, procure deixar a temperatura neutra, ou seja, nem quente nem fria. 

Janela do carro sempre fechada

Sabemos que os cachorros amam ficam espiando e tomando aquele vento durante o passeio de carro, mas isso pode trazer consequências tanto em relação à segurança como a saúde do seu animal de estimação. Pode dar dor de ouvido no seu cãozinho e prejudicar a audição, além de causar irritação nos olhos dele. Além disso, não é nada seguro para você o seu pet, pois ele pode se machucar. Ainda tem o risco de acidentes se o condutor do veículo não estiver concentrado no trânsito. 

Capas protetoras pet para carro

Isso pode ser uma dica para tornar o passeio de carro com seu animal de estimação muito mais agradável. São confeccionadas em tecido, para deixar seu pet todo confortável e os modelos impermeáveis conferem segurança, além de não deixar o cãozinho escorregando no banco, também protegem as portas do carro. 

Consulta ao veterinário

Para garantir ainda mais a segurança do seu pet na viagem de carro é fundamental que um profissional veterinário seja procurado. O especialista irá verificar se está tudo bem com o seu animalzinho, irá indicar a melhor maneira de transporte para garantir o máximo de suavidade para o pet durante o percurso. 

Na consulta é importante levar a carteira de vacinação (mesmo que esteja em dia) e informar alguns fatores, como a distância que será percorrida. Alguns pets costumam enjoar durante viagens de carro, portanto, o veterinário poderá recomendar o medicamento e a dosagem correta. Nenhum tipo de remédio deve ver recomendado ao seu animalzinho sem a prescrição de um médico veterinário. Somente o profissional está habilitado para indicar o remédio correto que irá amenizar o desconforto do seu pet durante a viagem. Existe hoje, em algumas localidades, a opção de contratar veterinários sem precisar sair de casa. 

Os pets exigem cuidados como, vacinas, visitas regulares ao veterinário, coleira, alimentação, entre várias outras coisas. O animalzinho pode ainda ter necessidades especiais (não enxergar, por exemplo, ser idoso) ou sofrer de uma doença e necessitar de tratamento, por isso é importante e seguro para todos a consulta antes da viagem.

Nenhum comentário: