Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

ALPHA AUTOS 42ªEDIÇÃO - ALPHA MOTOS


XTZ 250X 2009, a máquina de emoções urbanas da Yamaha
Versão foi lançada no ano passado. Principal novidade é a nova cor laranja

Imprensa Yamaha

A XTZ 250X tem origem no Conceito “X” da Yamaha que foi concebido a partir da experiência e know-how adquiridos em competições internacionais como o MotoGP e Mundial de MotoCross.
Seu propulsor é um monocilíndrico, quatro tempos, OHC (Over Head Camshaft) de exatos 249 cc que desenvolve 20,8 cv a 8.000 RPM e 2,09 kgf.m de torque a 6.500 RPM comandando por um eficiente sistema, a Unidade de Controle Eletrônico (ECU), que monitora e analisa as informações de dez sensores e transmite os comandos aos vários sistemas, para que funcionem de forma ideal.

O Sistema Yamaha de Injeção Eletrônica aliada ao AIS (Sistema de Indução de Ar) e ao catalisador asseguram menores emissões de gases poluentes. O tanque de combustível tem capacidade para 11 litros com tratamento em zinco – anticorrosão. Os aros em alumínio de 17 polegadas, na cor preta, são calçados por pneus esportivos Pirelli 110/70-17 M/C 54S na dianteira e 130/70-17 M/C 62S na traseira, proporcionando uma melhor aderência, conforto, dirigibilidade e esportividade da motocicleta.
O assento tem cor e textura que caracterizam o conceito “X” da Yamaha e comporta duas pessoas com muito conforto. O painel de instrumentos acomoda em um único mostrador de cristal líquido multifuncional hodômetro total e dois parciais (TRIP-1 e TRIP-2), indicador do nível de combustível, relógio e conta-giros. Os LEDs indicam: neutro, farol alto, luz de direção e alerta do motor.
Em perímetro urbano a XTZ 250X oferece vantagens como o ótimo torque e excelentes retomadas. O comportamento dinâmico da XTZ 250X é neutro e estável, privilegiando as rápidas mudanças de trajetória.
O chassi é do tipo semi-berço duplo. A suspensão dianteira reforçada do tipo telescópica tem curso de 240 mm, enquanto a traseira, Monocross, tem 220 mm - recalibrados e adequados a proposta da moto para o uso urbano.
A segurança fica por conta dos freios que na dianteira leva um disco com 245 mm de diâmetro e na traseira um disco de 203 mm de diâmetro.
O conceito X é fiel a tendência mundial que nasceu nas pistas e ganhou as ruas, as Super Moto unem a robustez do modelo trail e a agilidade das motocicletas esportivas, características perfeitas para o uso urbano. A opção perfeita para quem quer radicalizar o seu dia a dia.
Na XTZ 250X os detalhes em preto, como em sua irmã menor a XTZ 125X, tem pintura especial Mat Black – utilizada na superesportiva YZF-R1, em partes como o bloco do motor, suspensão dianteira e traseira e aros das rodas, transmite uma aparência mais agressiva, característica das motos esportivas. A tampa do tanque de combustível garante um design exclusivo e esportivo.
Acompanhando as dimensões das rodas, o pára-lama dianteiro é curto e afilado, em forma de lança, já o pára-lama traseiro é totalmente diferenciado e inédito, integrando lanterna LED (15 diodos) e suporte de placa semelhante ao modelo esportivo YZF-R6.
Ainda para o modelo 2009 foram adotados um novo catalisador e sensor de O2 para sua adequação as normas previstas para a Fase III do Promot – em vigor a partir de janeiro de 2009, a qual tem por objetivo a diminuição na emissão dos gases poluentes no meio ambiente, especificamente dos ciclomotores, motociclos e similares.
A XTZ 250X 2009 já pode ser encontrada na Rede de Concessionárias Autorizadas Yamaha, na cor preta ou laranja, ao preço público sugerido, posto Manaus, de R$ 13.266,00, ou por meio do consórcio Yamaha Motor em até 72 parcelas sem juros de R$ 252,28.

Nenhum comentário: