domingo, 19 de outubro de 2008

ALPHA AUTOS 35ªEDIÇÃO - ALPHA ESPORTES


Ainda dá!


Massa diminui vantagem de Hamilton


Quem esperava um show de Felipe Massa nos treinos de classificação para o GP do Japão, no último sábado, deve ter pensado que o campeonato terminava ali. Com Lewis Hamilton largando na pole e o brasileiro apenas em quinto, a coisa se complicava muito. Tudo com base em suposições que não se confirmaram, já que menos de 24 horas depois, o inglês jogava toda sua vantagem fora.
O protegido da McLaren provou mais uma vez que suas declarações de que está preparado para ser campeão e não repetirá os erros do ano passado são da boca pra fora. Com seu principal rival largando atrás, se jogou para cima dos outros pilotos na largada perdeu posições e foi punido, pondo um fim em suas chances de vitória.
Felipe Massa, que também perdeu terreno na largada, sofria com o velho problema que a Ferrari tem para esquentar seus pneus, enquanto Hamilton o pressionava. Acabou ultrapassado, tocou a roda do inglês e também teve que pagar uma punição nos boxes.
Apesar do erro, o brasileiro mostrou durante a prova ter mais consistência para lutar pelo título, já que em posições parecidas, seu rendimento por volta era quase um segundo melhor que o de seu rival. Negociou ultrapassagens com rapidez e foi arrojado o bastante para fazer as ultrapassagens e chegar à zona de pontuação. No final, acabou tocando Sébastien Bourdais e perdeu tempo, mas nada que comprometesse o resultado final. Pelo contrário, o francês da Toro Rosso foi punido e Massa subiu ao sétimo lugar no resultado final. Mais dois pontos na conta do título.
A vitória ficou, pela segunda vez consecutiva, com um sorridente Fernando Alonso, que declarou “sem safety car, desta vez”. E com razão, o crescimento de desempenho da Renault nas últimas provas é notável, tanto que Nelsinho Piquet foi o quarto. Robert Kubica e Kimi Räikkönen completaram o pódio.
O excesso de confiança de Lewis já vem causando problemas com os outros pilotos do grid. Kubica e Alonso já manifestaram publicamente descontentamento com seu comportamento e há, inclusive, um movimento para convocá-lo para uma reunião antes do próximo GP. O espanhol, inclusive, afirmou que ajudará Massa a conquistar o título. Já que Kimi não vem mostrando tanta disposição, que a ajuda venha do vizinho.
Agora, a definição fica para duas pistas, Xangai e Interlagos, onde teoricamente a Ferrari leva vantagem. Mas, não custa torcer, já que nos últimos anos ficou provado que teoria não garante muita coisa na atual Fórmula 1.


Rápidas
Os costumeiros boatos de final de temporada dão conta que Barrichello deve testar um Penske até o fim do ano. A Honda estaria disposta a ajudar o brasileiro a se mudar para a Indy. A especulação é que o atual recordista de GPs na F1 ocupe o lugar de outro brasileiro, Helio Castroneves que está com problemas com a justiça americana.
Na Fórmula Truck, Luiz Zappelini venceu a emocionante etapa de Curitiba. Largando em último, assumiu a liderança já no final da prova e teve que resistir aos ataques de Vig Fízio nas últimas duas voltas. O pódio (que na Truck têm cinco lugares) foi completado por Geraldo Piquet, Vinícius Ramires e Gastón Mazzacane. Piquet descontou 15 pontos do líder Wellington Cirino e está a apenas três pontos da liderança. A próxima etapa acontece no dia 9 de novembro em Tarumã.
Em Santa Cruz do Sul, Nelson Merlo, da RC3 Bassani, venceu as duas baterias da sétima rodada da F-3 Sudam e ampliou sua liderança para 15 pontos sobre Pedro Enrique. O piloto da Cesário Fórmula enfrentou problemas após um toque na primeira prova e terminou ambas as corridas na quarta colocação. A próxima etapa será realizada nos dias 8 e 9 de novembro, em Piriápolis, Uruguai.
E a Cesário Fórmula, visando se firmar no mercado internacional, participou também da etapa de encerramento da F-3 britânica, com o atual campeão sul-americano, Clemente Jr. O brasileiro terminou em 16º e 19º na rodada dupla, vencida pelo espanhol Jaime Alguersuari, que se consagrou campeão da temporada.


Nenhum comentário: