Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Dália Comunicação fecha impressão da campanha do Hopi Hari

Serão 375 cartazes de outdoor para a veiculação em março e abril

A Dália Comunicação e seu parceiro GE3 Impressão Digital fecharam o trabalho de impressão de 375 cartazes de outdoor para a campanha do parque temático Hopi Hari.

Os cartazes serão impressos na sede da GE3 em Osasco e distribuídos para mais de 40 cidades do Estado de São Paulo.

Mais informações no blog da Dália Comunicação, www.daliacomunicacao.blospot.com

CLIENTE: CIP

Impressão Digital para campanha de outdoor do cliente CIP (Ponto a Ponto)

CLIENTE: CARLTON PLAZA


Impressão digital para campanha de outdoor do cliente Carlton Plaza (Ponto a Ponto)

CLIENTE: SELLER


Impressão Digital para campanha de outdoor do cliente Seller (Ponto a Ponto)

CLIENTE: EXCELLENT GLOBAL

Impressão Digital de cartazes de outdoor para o cliente Excellent Global (Ponto a Ponto)

CLIENTE: BAR CHARLES EDWARD








Newsletters desenvolvidos para o Bar Charles Edward em Fevereiro/09


ALPHA AUTOS 42ªEDIÇÃO - MATÉRIA CAPA


Effa Motors, preços justos, competitivos e excelente atendimento

Novidades ficam por conta do novo Effa M100 e a linha Effa-LifanImprensa Effa Motors


Com rede autorizada de 14 concessionárias (11 na Grande São Paulo, Campinas, duas em Belo Horizonte e Vitória), a Effa Motors prevê intensificar a venda de seus produtos Effa M100, Effa Hafei Van, Effa Hafei Furgão, Effa Hafei Picape, e iniciar a comercialização dos Effa Lifan 520 Hatch, Effa Lifan 520 Sedan (1.3 e 1.6 litro) e Effa Lifan 620 Sedan.
A novidade mais expressiva da Effa Motors é o modelo reestilizado Effa M100, cujas principais alterações ficaram por conta dos novos faróis, pára-choques e a traseira do automóvel.
Internamente, o painel recebeu novo desenho. Quanto à motorização, foi mantido o mesmo propulsor de 4 cilindros em linha, de 970 cm³, com tecnologia Suzuki, reconhecido por seu desempenho e economicidade. A transmissão é mecânica de cinco marchas. A medida das rodas é de 5Jx 13”, enquanto os freios são hidráulicos de duplo circuito diagonal. Os dianteiros são de discos ventilados e os traseiros de tambor auto-ajustável.
A suspensão dianteira é independente, do tipo McPherson, com molas espirais e amortecedores pressurizados. E a traseira, de barra estabilizadora com braços oscilantes, barra Pan Hard, molas espirais e amortecedores pressurizados. As dimensões externas do M100 são de 3.560 mm (comprimento), 1.600 mm (largura), 1.670 mm (altura) e distância entre-eixos de 2.335 mm.
A capacidade volumétrica do compartimento de carga é de 320 litros e, com os bancos rebatidos, chega a 904 litros. O reservatório de combustível é para 42 litros de gasolina.
O Effa M100 tem como equipamentos de série ar-condicionado, rádio CD player compatível com MP3, vidros com acionamento elétrico nas portas dianteiras, faróis de milha e de neblina, pára-choques e espelhos pintados na cor do veículo e travamento central das portas com controle remoto.
Comerciais leves

A Effa Motors que representa no Brasil os modelos Urban Light Commercial da Hafei Auto, uma das maiores montadoras chinesas de veículos urbanos utilitários, com capacidade produtiva de 400 mil veículos e 550 mil motores por ano. Os produtos trazem o mesmo motor de 970 cm³, de 47 cavalos, tecnologia Suzuki, igualmente econômico e de comprovado desempenho. Muda somente a posição do motor. Enquanto no Effa M100 é na transversal, nas três versões do utilitário é na longitudinal.
Lifan Automobile

Surpreender na estréia. Este é o objetivo da montadora chinesa Lifan Automobile, fundada em 1992. A Lifan consta como sendo uma das 10 maiores montadoras da China, país que hoje já é o segundo maior produtor de veículos automotores, depois do Japão e à frente dos Estados Unidos.
Também fabricante de motocicletas e motores, a Lifan Automobile deverá produzir, neste ano, 150 mil unidades de automóveis de passageiros e 100 mil motores, com projeções ousadas de 300 mil veículos e de 200 mil motores em 2010.

ALPHA AUTOS 42ªEDIÇÃO - ALPHA NOTÍCIAS

Chevrolet apresenta o Captiva Sport Ecotec com as mesmas linhas atraentes e tecnologia avançada da versão V6

A Chevrolet oferece a partir deste mês de fevereiro de 2009, o Captiva Sport Ecotec, uma nova versão de seu utilitário-esportivo, modelo que conquistou rapidamente a preferência do consumidor brasileiro e obteve sete prêmios apenas no último trimestre de 2008 e assumiu a liderança do segmento.

Disponível agora com motorização Ecotec, de 2.4 litros 16V VVT, que desenvolve 171 cv de potência e transmissão automática - com Active Select (sequencial) -, a nova versão traz moderna tecnologia em termos de equipamentos de série e as mesmas linhas atraentes e harmoniosas do Captiva Sport V6, numa faixa de preço extremamente competitiva.


PSA Peugeot Citroën cria Unidade de Negócios para a América Latina

A PSA Peugeot Citroën ampliou a área de atuação da sua Direção Mercosul, que passa a partir de agora a ser responsável pelas atividades do Grupo em toda a América Latina. Com a criação da Direção América Latina, Vincent Rambaud, até então responsável pela Direção Mercosul, passa a ser o Presidente da nova organização latino-americana do Grupo. Rambaud acumula a nova função com a de Presidente da PSA Peugeot Citroën no Brasil. A Direção América Latina e a filial brasileira têm sede na cidade do Rio de Janeiro.


Tecfil lança nova linha de filtros de ar condicionado

A Sofape, Sociedade Fabricante de Peças, maior fabricante de filtros da América Latina, lança no mercado brasileiro, neste mês de fevereiro, suas novas linhas de filtros para ar condicionado e cabine, para a marca TecFil. A empresa investiu R$ 1,2 milhão no desenvolvimento dos novos produtos e adquiriu tecnologia internacional ao comprar uma máquina trazida da Índia. Com esse investimento, a Sofape passa a fabricar internamente os produtos, garantindo a qualidade na fabricação dos filtros.


Fox é eleito Carro Universitário do Ano 2008 pela segunda vez consecutiva

Agora, são dois bicampeões. Novamente, a Express Release realizou sua consulta direta a estudantes de nível superior em todo o País para saber qual é o carro preferido da moçada. E o Volkswagen Fox levou a melhor de novo –já havia ganhado o concurso em 2007. Com este resultado, o modelo da Volkswagen passou a dividir o título de bicampeão com o Peugeot 206 –vencedor em 2005 e 2006. Esta foi a quarta edição consecutiva do concurso que, este ano, contou com a parceria do CIEE - Centro de Integração Empresa-Escola.


Feirão de fábrica Ford traz grandes ofertas neste fim de semana

A Ford começa fevereiro com uma promoção forte de varejo, o Feirão de Fábrica Ford, que desde quinta-feira até domingo oferece grandes descontos e condições flexíveis de financiamento para facilitar a compra de um carro zero. Durante a promoção, toda a linha de automóveis da marca pode ser adquirida com zero de entrada e pagamento em até 60 meses, com prestações calculadas para caber dentro do orçamento do cliente. Um dos modelos em destaque é o Novo Ford Ka, equipado de série com travas elétricas com controle remoto, abertura elétrica do porta-malas, alarme volumétrico e travamento automático das portas a 15 km/h, com preço a partir d

ALPHA AUTOS 42ªEDIÇÃO - ALPHA MOTOS


XTZ 250X 2009, a máquina de emoções urbanas da Yamaha
Versão foi lançada no ano passado. Principal novidade é a nova cor laranja

Imprensa Yamaha

A XTZ 250X tem origem no Conceito “X” da Yamaha que foi concebido a partir da experiência e know-how adquiridos em competições internacionais como o MotoGP e Mundial de MotoCross.
Seu propulsor é um monocilíndrico, quatro tempos, OHC (Over Head Camshaft) de exatos 249 cc que desenvolve 20,8 cv a 8.000 RPM e 2,09 kgf.m de torque a 6.500 RPM comandando por um eficiente sistema, a Unidade de Controle Eletrônico (ECU), que monitora e analisa as informações de dez sensores e transmite os comandos aos vários sistemas, para que funcionem de forma ideal.

O Sistema Yamaha de Injeção Eletrônica aliada ao AIS (Sistema de Indução de Ar) e ao catalisador asseguram menores emissões de gases poluentes. O tanque de combustível tem capacidade para 11 litros com tratamento em zinco – anticorrosão. Os aros em alumínio de 17 polegadas, na cor preta, são calçados por pneus esportivos Pirelli 110/70-17 M/C 54S na dianteira e 130/70-17 M/C 62S na traseira, proporcionando uma melhor aderência, conforto, dirigibilidade e esportividade da motocicleta.
O assento tem cor e textura que caracterizam o conceito “X” da Yamaha e comporta duas pessoas com muito conforto. O painel de instrumentos acomoda em um único mostrador de cristal líquido multifuncional hodômetro total e dois parciais (TRIP-1 e TRIP-2), indicador do nível de combustível, relógio e conta-giros. Os LEDs indicam: neutro, farol alto, luz de direção e alerta do motor.
Em perímetro urbano a XTZ 250X oferece vantagens como o ótimo torque e excelentes retomadas. O comportamento dinâmico da XTZ 250X é neutro e estável, privilegiando as rápidas mudanças de trajetória.
O chassi é do tipo semi-berço duplo. A suspensão dianteira reforçada do tipo telescópica tem curso de 240 mm, enquanto a traseira, Monocross, tem 220 mm - recalibrados e adequados a proposta da moto para o uso urbano.
A segurança fica por conta dos freios que na dianteira leva um disco com 245 mm de diâmetro e na traseira um disco de 203 mm de diâmetro.
O conceito X é fiel a tendência mundial que nasceu nas pistas e ganhou as ruas, as Super Moto unem a robustez do modelo trail e a agilidade das motocicletas esportivas, características perfeitas para o uso urbano. A opção perfeita para quem quer radicalizar o seu dia a dia.
Na XTZ 250X os detalhes em preto, como em sua irmã menor a XTZ 125X, tem pintura especial Mat Black – utilizada na superesportiva YZF-R1, em partes como o bloco do motor, suspensão dianteira e traseira e aros das rodas, transmite uma aparência mais agressiva, característica das motos esportivas. A tampa do tanque de combustível garante um design exclusivo e esportivo.
Acompanhando as dimensões das rodas, o pára-lama dianteiro é curto e afilado, em forma de lança, já o pára-lama traseiro é totalmente diferenciado e inédito, integrando lanterna LED (15 diodos) e suporte de placa semelhante ao modelo esportivo YZF-R6.
Ainda para o modelo 2009 foram adotados um novo catalisador e sensor de O2 para sua adequação as normas previstas para a Fase III do Promot – em vigor a partir de janeiro de 2009, a qual tem por objetivo a diminuição na emissão dos gases poluentes no meio ambiente, especificamente dos ciclomotores, motociclos e similares.
A XTZ 250X 2009 já pode ser encontrada na Rede de Concessionárias Autorizadas Yamaha, na cor preta ou laranja, ao preço público sugerido, posto Manaus, de R$ 13.266,00, ou por meio do consórcio Yamaha Motor em até 72 parcelas sem juros de R$ 252,28.

ALPHA AUTOS 42ªEDIÇÃO - ALPHA ESPORTES


O caminho brasileiro no automobilismo
Jovens pilotos esbarram na falta de estrutura do país

Edmur Hashitani

Bruno Junqueira, Hoover Orsi, Vitor Meira, Juliano Moro, Danilo Dirani, Xandinho Negrão. Certamente você já ouviu falar na maioria destes nomes. O que talvez você não saiba é que todos estes brasileiros foram campeões da Fórmula 3 Sul-americana, atualmente única categoria de monopostos disputada em solo tupiniquim (uma ressalva: apesar de se chamar Sul-americana, a esmagadora maioria do grid é de pilotos brasileiros, bem como as provas são disputadas quase em sua totalidade por aqui).



Outra coincidência, não tão gloriosa, entre eles, é que nenhum teve uma oportunidade real na Fórmula 1. Junqueira e Meira foram parar na Indy; Orsi, Moro e Negrão estão na Stock Car; enquanto Dirani, acreditem, voltou ao kart.


Infelizmente, isso mostra a falta de preparo com que os pilotos brasileiros chegam na Europa para tentar a sorte no automobilismo. Não desmerecendo as categorias que eles disputam hoje, mas todos sabem que o sonho de 11 em cada 10 pilotos que começam no kart é chegar à Fórmula 1.


É bem verdade que os pilotos de ponta sequer chegavam a disputar a F-3 daqui. Mas tinham outras opções, como a F-Opel pela qual passou Barrichello, ou a F-Chevrolet, que formou Felipe Massa. O problema atual é que a categoria passou a ser a única opção para quem quer disputar um campeonato de monopostos no país.


A diferença é contrastante com pilotos de outros países. A grande maioria dos 17 nomes já confirmados para a temporada de F1 passaram por algum campeonato de F3 em sua carreira, seja o Euroseries, o Alemão, o Italiano, o Espanhol... Mas antes passaram por outras categorias preparatórias, como a Renault World Series e a F-BMW.


A transição entre o kart e o monoposto é que devia ser melhor trabalhada. Por mais talentoso que o piloto seja, o baque de tirá-lo do kart para colocar em um carro com a potência de um F3 prejudica sua evolução.


O resultado deste despreparo pode ser visto nas pistas mundo afora. Na GP2 Asia Series, por exemplo, quatro pilotos brasileiros já disputaram pelo menos uma rodada dupla, das três já disputadas até agora. E nenhum deles conseguiu marcar sequer um ponto.


Destes, Carlos Iaconelli ganhou uma chance e disputará a recém-criada Fórmula 2 este ano. Os pilotos brasileiros, que quase sempre foram vistos como talentosos e campeões em potencial, têm sido preteridos pela nova categoria. Com quatro vagas restando para completar o grid, Iaconelli é o único que garantiu espaço. É pouco, muito pouco.


Podemos sofrer, nos próximos anos, com uma entressafra de pilotos brasileiros na Fórmula 1, com alguns poucos chegando até ela, dependendo de algum talento isolado que tenha tido sorte (e dinheiro) para preparar sua carreira toda na Europa. Uma pena.


Rápidas
O piloto Hélio Castroneves continua enrolado com a justiça americana. Após ver Will Power ocupando seu lugar na Penske, surgiu a notícia de que seus advogados estariam estudando um acordo com os promotores. De acordo com o jornalista Frederico Vasconcelos, da Folha, Helinho teria uma multa de US$ 7,5 milhões de dólares, confisco dos bens adquiridos desde 2002 e ainda passaria cinco anos preso.

Informações do jornal alemão Motorsport Total dão conta de que uma nova equipe estaria para entrar na Fórmula 1 em 2010. Seria a USF1, um time totalmente ianque, com pilotos dos Estados Unidos e baseada em Charlotte. Seria uma ótima opção para tentar levar a categoria de volta à América do Norte e para aumentar o número de carros no grid.

Enquanto isso a situação da Honda segue indefinida. Boatos apontam que a equipe alinhará dois carros em Melbourne, sob o comando de Ross Brawn e Nick Fry. Os pilotos ainda não estão definidos, mas rumores indicam que o fornecimento de motores ficaria a cargo da Mercedes, que colocaria Bruno Senna em um dos carros, graças ao apoio de Ron Dennis.

Para notícias atualizadas durante a semana e as opiniões além da coluna, acesse http://bandeirada.wordpress.com/.


ALPHA AUTOS 42ªEDIÇÃO - ALPHA SERVIÇOS


Prática da carona é uma alternativa ao trânsito das grandes cidades
Novo portal visa melhorar o trânsito e a qualidade de vida nos grandes centros

Imprensa Carona Brasil

O portal Carona Brasil (file://relatoriosrv01/public/CARONA%20BRASIL/www.caronabrasil.com.br) acaba de ser lançado, fruto da iniciativa sócio-ambiental de um industrial e um engenheiro que se uniram para propor uma alternativa de locomoção nos grandes centros. O objetivo do projeto é estimular a prática da carona e aumentar a taxa de ocupação dos milhões de veículos que trafegam apenas com o motorista, encorajando e disponibilizando uma ferramenta online para que as pessoas compartilharem suas jornadas de carro.

O projeto visa ainda trazer para a pauta das discussões a mobilidade urbana nos centros de convergência – nas indústrias, faculdades, escolas, empresas, condomínios e centros comerciais. Os idealizadores do projeto, Edgard Riyad Azzam e Fernando Doria De Bellis, apostam na criação de redes de caronas dentro de organizações para diminuir em até 20% o número de carros que chegam e partem de um mesmo ponto diariamente.

“Quando idealizamos o Carona Brasil, pensamos em uma iniciativa sustentável, de longo prazo e com impacto direto na vida das pessoas. Acompanhamos de perto a degradação do sistema de transporte da cidade de São Paulo, a situação do trânsito piorando a cada ano e por conseqüência, aumentando a poluição e diminuindo a qualidade de vida das pessoas. O Carona Brasil é antes de tudo, um investimento pessoal que fazemos em prol da sustentabilidade da cidade de São Paulo e dos demais centros urbanos do País”, explica Azzam.

O conceito de carona é muito difundido na Europa e América do Norte. A proposta do Carona Brasil é tropicalizar esta mentalidade nos grandes centros de convergência de usuários para gerar imediatamente um impacto no trânsito e conseqüentemente, reduzir a emissão de poluentes. “Neste mês de volta às aulas, o aumento do trânsito é considerável e aproveitamos este momento para anunciar oficialmente o portal”, explica De Bellis.

Como o usuário pode participar

O Carona Brasil utiliza a internet para conectar usuários que buscam uma melhor qualidade de vida e os impactos que essa atitude traz para a sociedade, com a diminuição da poluição do ar, aumento da segurança no trânsito, além de gerar economia de tempo e dinheiro, com a diminuição das despesas com estacionamento, combustível, manutenção do carro, etc.

Os membros do Carona Brasil realizam o cadastro gratuitamente e já podem adicionar seus destinos online, pesquisar por caronas oferecidas e compartilhar viagens com outros membros abertamente no portal ou através da rede criada pela empresa onde trabalha, faculdade, condomínio, etc.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Chácara Santa Cecília fecha a primeira cota com o jornal BLEH!






A casa noturna instalada em Pinheiros veiculará na página 3 do jornal

Um mix de casa noturna, bar, reserva ecológica e espaço gastronômico. É assim que a Chácara Santa Cecília, o primeiro cliente do jornal BLEH! (Baladas, Lazer, Entretenimento e Humor) se auto-define.

Na edição de lançamento, previsto para o dia 5 de março nas portas das universidades FAAP, Mackenzie, PUC, GV e ESPM, a Chácara Santa Cecília veiculará na página 3, um dos espaços mais nobres do jornal.

Para Sandra Santorsula, gerente de marketing e promoções da casa, o BLEH! está alinhado às expectativas da Chácara. “Ágil, dinâmico e focado, assim é o BLEH!. Alinhado com nossas expectativas e com o direcionamento estratégico da Chácara Santa Cecília”, completa.

O jornal BLEH! é totalmente produzido pela parceria das empresas Dália Comunicação e a Galeria Propaganda.

Ainda há cotas disponíveis para a edição de lançamento do jornal BLEH! Para saber mais sobre o BLEH! acessem o blog http://bladobleh.blogspot.com/ ou entre em contato pelo e-mail bladobleh@galeriapropaganda.com.br



segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Dália e Galeria lançam o jornal BLEH! para o público universitário


Baladas, lazer, entretenimento e humor serão os principais destaques do jornal

A Dália Comunicação em parceria com a Galeria Propaganda lançarão no dia 5 de março de 2009 o jornal BLEH! – baladas, lazer, entretenimento e humor – direcionado para o público universitário.

O periódico terá informações sobre os temas que formam sua sigla, além de uma agenda dos principais eventos que envolvem o público jovem das faculdades.

Com tiragem de 10 mil exemplares por edição, neste primeiro momento a sua periodicidade será quinzenal, com distribuição sempre às quintas-feiras nas portas das faculdades ESPM, Mackenzie, FAAP, PUC e FGV.

Para o diretor da Galeria Propaganda, Mauro Bignardi Jr, trata-se de um target interessante, pois este grupo possui o maior índice de consumo do país. “Além de serem fiéis às marcas, universitários são formadores de opinião, o que é bastante interessante para os anunciantes”, destaca Bignardi.

O jornalista Marcel Agarie, diretor da Dália e editor do BLEH!, acredita que o jornal será um ótimo canal de informação para os universitários. “A galera ficará antenada sobre os shows, festas e opções de lazer no final de semana”, prevê o editor do jornal.

Para saber mais sobre o BLEH! acessem o blog http://bladobleh.blogspot.com/ ou entre em contato pelo e-mail bladobleh@galeriapropaganda.com.br